além da compreensão
corpo seixo osso
tez tesão
pêlo cabelo pelo
escalpelado chão
imaterial mensurável
portal do esquadro
peso dourado
trança—transa do leão
liberta o olho
acomodadomorto
caiu alado
ímã da coroa ação

 

+ + para tunga

 

 

 

nós somos cínicos
vampiros
inimigos do amor
decididos iludidos
procurando luz
sussurrando dor
arrastando as crias
lambendo a vida
com a língua do pudor
na trégua de um temor

 

 

 

 

perdia-se no silêncio da beleza das coisas encrustadas do não entendimento
maravilhada
inventava um jeito de se ser
banhando-se na perfeição dos alegres
solicitava um amor sólido
por entre as barbatanas do coração, uma criança invisível cantava
ah, se fosse triste
não era belo
era sim
o que não tem sentido
se traduz num passo torto amarrado à uma estrela

 

 

 

 

jogo do deserto utópico
trópico dos ossos
das línguas imorais
senha dos delírios óbvios
transmutados sórdidos
tons tão sobrenaturais

 

 

 

 

eu quero o teu sexo
o ossoconexo
a morte afogada na
cara sem face da alma